Reciclázaro no Lançamento do Balanço Social do Programa Nota Fiscal Paulista

Hoje, o dia começou com um grande desafio. Mais de 170 organizações sem fins lucrativos se reuniram, no auditório da APAE – Unidade Vila Clementino, para o lançamento do Balanço Social do Programa Nota Fiscal Paulista, realizado pelo Movimento de Apoio à Cidadania Fiscal (MACF), e discussão das modificações do Programa da Nota Fiscal Paulista, previstas para setembro deste ano. O evento teve cobertura da imprensa, inclusive com matéria no SPTV.

Foto Link Globo

Quando decretou o fim da doação das notas físicas, o Governo do Estado alegou que seria a maneira mais eficaz de combater as fraudes, em comemoração aos 10 anos de criação do programa; porém o MACF não acredita que tal justificativa seja apropriada para uma mudança tão arbitrária, uma vez que tal decisão prejudicará tantas organizações, desestimulando o ato de doar. E para reforçar a confiança do programa e das doações, foi lançando um termo de comportamento voluntário, com a conduta ética coerente por parte das organizações, que foi assinado pelas próprias organizações da sociedade civil participantes do Programa Nota Fiscal Paulista.

Um dos sucessos do Programa Nota Fiscal Paulista foi incentivar a parceria entre organizações e estabelecimentos comerciais. Restaurantes, lojas de shopping e até pequenos comércios em todo o Estado tornarem-se pontos de doações de notas fiscais, desejosos de ajudar as organizações, de participar de um ato de solidariedade e caridade. Essa parceria, simples e espontânea, requereu pouco investimento frente o volume de retorno obtido pelas instituições. Com o impedimento da doação da nota fiscal física, essas parcerias deixarão de existir e essa fantástica rede de humanitarismo, que nasceu de maneira tão natural, perecerá.

No final, foi lançada uma campanha pública para reverter a proibição de doação de notas imposta pelo Governo do Estado, enfatizando e reafirmando a importância do papel das organizações da sociedade civil para um país mais justo e solidário para todos. O Bicampeão Paulista pelo Corinthians, ex-jogador da seleção brasileira e do campeonato europeu, Júlio César de Souza encerrou o evento, com uma linda apresentação no piano. O ex-atleta formou-se em Programação Neurolinguística pela Faculdade de Bruxelas e, após encerrar a carreira de jogador, ficou surdo. Sua vida deu várias voltas, quando decidiu fundar uma ONG, o Instituto “Jogadas da Vida”, onde criou um método que desenvolve habilidades em crianças surdas, através do esporte. Premiado como melhor projeto inclusivo do Brasil, hoje beneficia mais de 200 mil crianças surdas, o que lhe valeu a nomeação de Embaixador da Pessoa com Deficiência pelo Ministro dos Direitos Humanos.

Você pode participar da campanha e ajudar quem ajuda a salvar vidas, através link abaixo:

Foto - Meio SITE 11.04.17 II

http://www.notanaurna.minhasampa.org.br/

Redação:

Assiantura-Comunicação-I